Entrevistas: Subcut
Por Bruno Feijão Genaro

Pra começar fale um pouco de como surgiu o Subcut e das mudanças de formação.
Fala aí Bruno. Obrigado pela oportunidade em estar no Zine Kaos. O SUBCUT foi formado em meados de 95. De lá pra cá, algumas pessoas passaram pela banda. Atualmente a formação é: Afonso Moura (batera/voc), Andre Souza (guit/voc), Augusto Rena (baixo), onde somente eu (Afonso) permaneço desde o início. Com o passar dos anos, conseguimos concretizar alguns projetos e ainda temos outros a realizar..
Essas mudanças acarretaram para o estilo musical da banda?
Na verdade, quando começamos a intenção era fazer um punk/hardcore. Com o passar dos anos e as influências que ouvimos, acabamos acelerando um pouco. Mas as mudanças na formação não afetaram o estilo que tocamos hoje.
Quais as principais influências do Subcut?
Basicamente escutamos bandas grind/crust, mas somos bem ecléticos desde surf music até goregrind, desde metal anos 80 até noisecore. Agora influências ideologicas, esse mundo caotico que vivemos.
Quem escreve as letras e quais os principais temas abordados?
Não existe uma pessoa na banda que escreve as letras, todos nós escrevemos e daí mostramos para os outros, que as vezes, acrescenta mais alguma coisa ou redige e tal. Sobre os temas, também não existem regras, simplesmente escrevemos aquilo que sentimos e vivenciamos..
A banda já está na estrada a um bom tempo, o que mudou desde quando vocês começaram?
Além da barriga crescer e o cabelo cair, acho que o modo de encarar a vida. Você acaba se informando melhor, tomando opiniões e conhecendo outros modos de vida. E isso foi muito importante pra mim..
A internet ajuda na divulgação da banda, vocês são a favor da MP3?
Sim. A divulgação se torna imediata. Quanto a MP3 pra mim, sem problemas. É o progresso. Infelizmente esse progresso ainda não está disponivel para todos. Muitas pessoas ainda não tem acesso a computadores.
O grindcore ainda é um estilo bem independente, o que leva a vocês a continuarem depois de tanto tempo? O que você tem a dizer para as bandas que estão começando?
Cara, nós somos uns egoístas filhos da puta. Fazemos esse barulho para nós mesmos. Felizmente temos amigos que nos apoiam e que nos suportam. Então se torna muito gratificante tudo isso. Sobre a mensagem - Sejam honestos consigo mesmo, sem prejudicar ninguém. Respeito e humildade. Paz e resistencia....SEMPRE!!!
Como é ser uma banda independente hoje?
É continuar vivo e ativo na cena. Falar é facil. Fazer é que é dificil!
Cite algumas bandas que vocês tem maior desejo de dividir palco.
Cara, tem muitas bandas que ja dividimos o palco e para nós foi muito gratificante. Fico feliz quando nos convidam para tocar, infelizmente, as vezes, não podemos participar de todas as gigs, pela falta de grana, mas na medida do possivel, estamos na estrada. Quanto a dividir o palco com alguma banda, seria muito bom, se pudesse tocar junto com as bandas gringas que temos lançados split, acho que seria legal, SUBCUT/FUCK THE FACTS/DISTURBANCE PROJECT.
Fale um pouco sobre o recém lançado split com o Disturbance Project.
O Gerardo foi quem viu toda a parada. De inicio seria um split 7 em picture, que seria lançado na Alemanha (via Tower Violence Recs), mas não vingou e ele conseguiu falar com o Rob da Vomit Noise Prod.(U$A), que encarou a parada e como tinhamos gravados musicas para dois split e o DP não, eles tiveram que gravar mais algumas musicas, ocasionando uma certa demora para sair, mas agora já esta aí..
Como foi também ter um split com uma das principais banda de grind do mundo, o Fuck The Facts?
Véio, neste split quem fez a correria foi o Alex (Bucho Discos). Ele escutou nosso material e falou que iria lançar, na ocasião não sabiamos que banda que iria dividir o split conosco e daí ele falou, em seguida o Topon me escreveu elogiando as nossas musicas. Esse reconhecimento é legal, depois de 10 anos na correria, poder dividir um material com bandas que tambem estão correndo atrás, saca...
Quais as novidades para 2006?
Bom, a gente ja gravou pro split ep com o Social Chaos, sairemos no tributo ao Nasum, somente com bandas brasileiras, estamos em estudio gravando o nosso cd, finalmente... Tem dois split tapes saindo também, um com o Sonoridade Caótica, aqui no Brasil e outro com Immured da Alemanha.
Deixe uma mensagem pra finalizar.
Obrigado Bruno pelo espaço cedido. Obrigado a você que leu essa entrevista. Nós temos um site - www.subcutgrindcore.com.br - com informações, musicas para download, etc... No Myspace - www.myspace.com/subcut - tambémb tem algumas musicas.
Paz e Resistencia... SEMPRE!!!


Contatos:
site: www.subcutgrindcore.com.br
 

Voltar