Entrevistas:  In F.U.G.A.

Por Bruno Feijão Genaro

1) Como e quando se formou a banda?

Através de um anúncio no Primeira Mão em 1998 foi formada a Banda IN F.U.G.A na Zona Leste de São Paulo.
Fale um pouco nas mudanças de formação. Essas mudanças afetaram o estilo da banda?
Basicamente o IN F.U.G.A era um Power Trio com uma pegada agressiva e reta, e com a entrada do Felipe na segunda Guitarra as músicas ficaram mais trabalhadas sem perder a pegada mais agressiva.
Qual o significado do nome IN F.U.G.A.? Quem teve esta idéia?
Significa Forças Unidas em Gritos de Atitude. Foi uma decisão de todos pois queríamos um nome que realmente refletisse o que somos como banda.
Como vocês definem o som da banda?
Bem tocamos um Hardcore em todas as suas vertentes, mas um amigo nosso definiu bem o nosso som: "Fazemos musica para imcomodar os que fazem a injustiça e para motivar a juventude em Gritos de Consciência e Liberdade Igualitária".
Quais as principais influências?
Bandas gringas e nacionais como: Dead Kennedys, Rancid, D.R.I, Penniwyse, Bad Religion, Operation Ivy, Sick of it All, Rage against the machine, Mukeka di Rato, D.F.C, Ratos de Porão, Calibre 12, Blind Pigs.
Desde quando vocês começaram, o que mudou e o que piorou?
Quando começamos era bem mais difícil se gravar uma demo que era no K7 mesmo, acesso à aparelhagem, a locais para tocar e conseqüentemente a shows, mas o que moviam as bandas era a amizade entre os integrantes e até mesmo a outras bandas. Hoje as bandas são formadas por caras que sejam "bons" e às vezes eles mal se falam, e os verdadeiros amigos acabam sendo excluídos..
Vocês já têm CD ou demo?
Temos uma demo intitulada FUGA de 2000 e estamos com nosso CD pronto gravado masterizado e mixado no estúdio El Rocha pelo Fernando Sanches e devemos lançar neste inicio de 2006.
Como é ser uma banda independente no Brasil?
Primeiramente você deve gostar muito do que faz tanto em relação a som como principalmente em relação à mensagem nas letras que vc passa e ser firme nas suas ideologias, pois existem muitas bandas que vem e vão mas só as persistentes e verdadeiras é que ficam.
O que você acha da atual cena brasileira?
A velha escola, ou seja, a essência da cena hardcore ainda está viva e acesa em algumas bandas dentro do cenário. Teremos sempre que conviver com as bandas fabricadas pelas gravadoras, aquela coisa enlatada, além de toda porcaria que domina nosso País. Mas se mantivermos nossa parte sempre existirão bandas que manterão a mensagem e o legado da cena underground vivos como sempre foi.
O que acha da moda da vez, emo?
Cara, a mídia e a situação de parte de nossa da juventude faz com que algumas "modas musicais" tomem proporções grandes como o "emo", mas assim como tudo que surge neste tipo de segmento, não tem uma essência, uma base sólida. Então elas vêm, passam e serão esquecidos.
Vocês seguem algum tipo de ideologia?
Somos todos na banda grandes amigos e vivemos e acreditamos no que escrevemos, e isso acaba refletindo em nossa música, em nossos shows, em nossas vidas, ou seja, nossa banda e tudo que envolve ela é nossa ideologia.
Fale sobre alguns shows marcantes para a banda até o momento.
Cara, existem shows que jamais sairão da memória como com o Calibre 12 em Itaquera, com o Blind Pigs em uma rampa de skate em Jundiaí, mas um em especial foi com o Mukeka di Rato em Jaú, pois tocamos antes deles e lembro que era um ginásio grande e estava lotado, e o público pirou no nosso som, chegou a cantar junto o refrão de algumas músicas nossas, mas quando tocamos Holiday in Cambodja do Dead Kennedy's foi uma das maiores rodas de pogo que já vimos além de ver os caras do Mukeka agitando na roda, foi muito foda.
Qual seriam as bandas do sonho, que vocês tem vontade de dividir palco?
Essa é difícil, mas pelo nosso estilo e por a banda nunca ter vindo ao Brasil acho que seria o Rancid.
Quais as novidades para 2006?
Bem, como já disse o CD ta pronto, só falta algumas finalizações de apoios e selos para lançar mas isto deve acontecer o mais rápido possível. Serão 17 petardos da melhor qualidade com letras e instrumental fortes.
Deixe uma mensagem pra finalizar:
Primeiramente agradecer o espaço pois este é sem dúvida um dos zines mais respeitados do underground e dizer para galera acessar nosso site provisório, ouvir o som, ouvir as letras pois elas são exatamente aquilo que somos como banda e como pessoas, ir aos shows e dizer que estamos aguardando contato de todos, ok. Valeu, grande abraço a todos e muito hardcore.



Contatos:
e-mail: bandainfuga@yahoo.com.br    
site: www.bandasdegaragem.com.br/bandainfuga   
MSN: destructionbass@hotmail.com
Orkut: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=8045915 
purevolume: http://www.purevolume.com/bandainfuga  
myspace: http://www.myspace.com/infuga
Fotolog: www.fotolog.net/banda_infuga  
 h
 
Voltar