Matérias: Gripe do Emo

Olá caros amigos/leitores, eu me sinto obrigado a fazer esse/essa desabafo-matéria, depois do EMO: A DESTRUIÇÃO DO HARDCORE eu recebi milhares de e-mails, pessoas me adicionam, meus contatos do hotmail triplicaram, e é em nome dessas pessoas que faço aqui a segunda parte dessa matéria.
Mas também a cada dia as coisas pioram por aqui um pouco, aqui em Salvador ou Magalhândia (um político chamado Antônio Carlos MAGALHÃES colocou o sobrenome dele em tudo)todos os todos os emos me odeiam,não é brincadeira,eu não posso mais andar pelas ruas de Magalhândia sozinho,tenho que andar sempre acompanhado por que os emos sempre me perseguem, caramba,quando eu estava saindo da gravadora,a Cuzão Sujo Records,três emos xingaram a mim e meus amigos,tivemos que reagir claro,coisas desse tipo se repetem comigo a cada dia.
Em primeiro lugar, quando odiamos emos, temos que ter um bom motivo, putz, blackmetals, metaleiros, punks, grunges, hardrocks, meu irmão (que é pagodeiro) e até o diabo odeia os emos, mas o por que de todo esse ódio?
Sabemos que os emos são 59 % moda, 11% roupas caras, 10% cinismo e 12% cabelo. O resto de choro (porra, eles dizem eu te amo da boca pra fora e ficam chorando sem parar), alguns pregam ser românticos e outros revoltados, aqui no Brasil é vergonhoso, Emotional Hardcore, falta muita atitude nessa molecada, uma hora é uma coisa e a outra já não sabe mais, tudo o que é moda não presta por que tudo aquilo que não tenha ideologia no rock é uma merda, caralho, meu, eu e você temos uma coisa em comum, agente (acho que todos) enfrentamos repressão familiar (seus pais já odiaram suas roupas) muitos de nós punks já sofremos repressão policial, rockeiros sempre são parados pela policia, mas nunca nossa rebeldia através do rock, nossa liberdade de expressão acabou,daí chegaram os emos, eles fizeram uma porcaria chamada emocore, pra quem não sabe o hardcore veio do punk, é só protesto (quer falar de amor? monta uma banda cover do KLB), como eu disse na outra matéria hardcore não pode ser usado para fazer fama ou dinheiro, mas eles sempre estragando tudo, que caralho, se agente for analisá-los são só uns muleque que assistiram novela demais, que adoram ir ao shopping center comprar roupas caras, hora se vestem como grunges, punks sei lá, eles misturam todos os tipos de rockers, caramba, já inventaram emo-grunges, emo-punk (emos que curtem punk e grunge,e que se dizem punks e grunges) e breve teremos outras junções desse tipo, por que nenhum emo tem estilo próprio, é o que eu digo, estamos contaminados por uma epidemia, muito pior do que a gripe do frango, os emos, eles estão por toda parte, um dia, eu vou perguntar a eles, por que eles usam franja, por que eles usam mochilas, por que eles andam sempre um igual ao outro, por que eles copiam alguns de nossos acessórios, certamente eles não saberão me responder, cara, eles me assustam de vez em quando, como uma coisa tão imbecil, como uma palhaçada pode fazer tão mal a certas pessoas como eu e você? Cara, uma vez eu li que os emos são um desrespeito aos homossexuais, claro eu não acreditei, mas veja bem, num show de emo é normal você ver garotos beijando garotos e garotas beijando garotas, até ai tudo bem, mas por um outro ângulo, pra você beijar alguém do seu sexo, você faz isso por gostar dele, só que quando você vê um emo beijando outro emo do mesmo sexo na maioria das vezes, tenha certeza, é tudo forçado, eles fazem isso pra ganhar status e se firmar no grupinho, sabe por quê? Um dia antes de eu fazer essa matéria, fui a um site de bate-papo, na legenda música, a sala tinha uns 12 emos, e eu perguntei a um emo o que ele fez para se tornar um emo, ele me disse o seguinte:...- eu tive que jogar meu guarda-roupa fora, comprei roupas novas e tive que beijar um garoto, para entrar no grupo onde eu estou (Tia Ema), pra mostrar que tenho amor pelas pessoas... Cara,eu fiquei puto, como pode? Meu cada um tem o direito de beijar quem quiser, sempre fui a favor da homossexualidade (não uso a palavra homossexualismo, o sufixo - ismo significa doença e isso não é uma doença), pra você que tá lendo, deve perceber que o amor pra eles é vendido nas vitrines, te digo mais, meu hotmail ta parecendo uma espécie de “Delegacia Anti-Emo”, recebo muitas “queixas”, uma delas me chamou atenção, uma brasileira que mora na Argentina (o paraíso dos emos) leu minha antiga matéria nesse site e me mandou um email dizendo que o namorado dela deixou ela para namorar um garoto, pra entrar num grupo de emos, poxa, é difícil acreditar, mas o que eu posso fazer a não ser falar pra vocês? É a verdade nua e crua, eu não escondo isso de ninguém. Tá impossível sobreviver em Magalhândia, cara quer ganhar dinheiro? Faça uma banda de emo e arrume uma gravadora... Os emos ainda tem a coragem de dizer que ouvem hardcore, mano, de boa, isso é o que me deixa mais puto, é como se xingassem a minha mãe, eles desfilam suas tatuagens, piercings, alargadores, etc...como se isso fosse tudo na vida, todos sem personalidade, tentando se firmar no grupinho.Todos os sites de música, tem a legenda emo-core, essas bandas, que é tudo clonagem, ninguém tem estilo próprio, querendo ganhar dinheiro, um dia quero sair de minha casa para meu trampo e não ser xingado de roupa suja por esses emos daqui, quero saber que dia o emo vai acabar, quero saber até quando tudo isso aqui em Magalhândia e nos outros lugares. Eu não uso a violência mais com os emos, quer ver uma coisa, quando saio com anarcos, grunges, metaleiros,quando agente ver os emos saindo de algum show, e os emos nos chingam, agente não bate, pelo contrário, pegamos uma tesoura, e “amigavelmente” dizemos: corta essa franja ou vai pra casa de cueca, no final, o coitado vai pra casa de cueca e com um novo corte de cabelo rsrsrs (da até pena, pegamos as roupas deles e jogamos no esgoto), isso se repete na Argentina, até então um país onde a maioria das bandas de rock são de punk/hc,e hoje em dia ta tomada pelos emos.Amigos, parece que não adianta bater nos emos, agente avisa, mas não adianta, temos que cortar umas franjas e jogar roupas nos esgotos, veja só eu, todos os dias recebo e-mails, eles me mandam vírus, chingam minha mãe, quando eu saio com uma camisa anti-emo, nossa quase sou linxado, uma vez me disseram que eu só posso deixar de odiar os emos se eu for a um psicólogo (vou deixar os psicólogos loucos), cara, quando alguém ofende minha ideologia (anarquia), ou se alguém ofende sua ideologia, defenda ela, não importa, defenda ela, lembre-se do que você passou pra botar a sua ideologia pra funcionar (ideologia sem ação é igual a masturbação) os emos são uma má fase, sempre que eu divulgo as bandas independentes eu presto atenção nas letras para não confundir gato por lebre, para não divulgar bandas de emo. Que dia essa merda vai acabar? Cara, eu não sei responder, eu só sei que existem pessoas com o meu pensamento, quer um conselho? Temos que boicotar bandas de emo nas casas de shows, temos que cortar o mal pela raiz, sem bandas de emo tocando não existe emo, esse é o lema. Sem contar essas molecadinha...E tem aquele que chegou agora e quer estar envolvido no meio da criançada emo e solta cada LAPADA do tipo: "ah eu conheço aquela banda a uns 7 a 8 anos", e o moleque tem apenas 17 a 20 anos,... Pelo amor de Deus com 10, 11 anos o moleque estava vendo o programa da Xuxa e fedendo a leite! De boa não tenho mais paciência! Entrei numa sala de bate papo, a quantidade de gente que botou o nick acompanhado com a palavra emo foi surpreendente, quando entrei,com o nick “anarcopunk-hc” teve um deles me perguntou que caralho é isso (bom, eu não respondi, fingi que não vi), outro teve a audácia de me perguntar se eu era emo, ai o sangue ferveu passei 6 horas mandando todo mundo para aquele lugar, eu não estava sozinho, pessoas que pensavam como eu me ajudaram,descobri que em São Paulo e outros lugares os punks se estapeiam com os emo, no interior de sampa, em Ribeirão Preto é onde se mais tem, é realizado vários festivais só de emos, uns até com preços absurdos, mas que emo se importa? Eles vão é pra mostrar o novo sapatinho que tá na moda, aquele piercing que a mãe comprou, a maquiagem, o cabelinho multicor, o alargador, a camisa do shopping center, e quem organiza esses shows só fatura... emo só presta pra ganhar dinheiro.Antigamente a molecada começava a ouvir som com Dead Kennedys, Ramones, The Clash,Bad Religion, os clássicos, hoje em dia a moçada infanto juvenil começa a ouvir som com The Used, My Chemical Romance, CPM 22 (que falou mal da cena independente) Dance of Days... E sempre pregam a estaca dizendo que curte HardCore... Cara sabe quando você tem uma banda, você se fode todo fazendo músicas de protesto, faz shows a R$ 1 real o ingresso e ai aparece umas bandas de emo com umas porcarias de música dizendo:- por você eu como limão......- se o meu travesseiro falasse.....- você chutou meu coração......Vai tomar naquele lugar porra, isso é música? Cara, não dá nem vontade de ir procurar música em sites, isso me deixa desanimado, é essa ai meu desabafo/matéria, é por todos nós esse grito, só mais uma coisa essa é a minha última matéria sobre os emos, é foda isso, mais eu não tenho mais vontade pra falar sobre eles, pois estou sempre indignado, cara, eu fiz essa matéria puto da vida, a bomba está lançada... Espere ela explodir,... Eu estou fazendo isso... Eu tinha ou tenho um sonho, pelo menos acreditava nisso, às vezes acordo sem esperanças, é que eu nasci no undergroud-lixo de submundo (hardcore punk “tosco”), divulgo essas bandas 100% independentes, não cobro um centavo para fazer isso, por que isso é minha vida, é meu sonho, ver que existem bandas aqui no Brasil (underground) melhores do que qualquer merda que vende milhões de cd’s. Ser uma banda independente é cantar sem pagar nada a gravadora, é fazer shows com ingressos a mixaria, por que cantar para os punks de verdade já é a melhor forma de pagamento, mais as bandas undergrounds (meu sonho) não podem mostrar seu talento pra galera, por que são poucas mentes brilhantes que sabem o que é hc de verdade, Sinceramente, isso foi um desabafo. O que eu quero dizer nisso tudo é que tem banda hc “punk” caindo na onda do emo, tem um monte de criancinhas cheio de hormônio e testosterona dizendo que é hc. Eu tô com trauma de internet, sites só divulgam bandas de emo e outras que fazem o maior sucesso na boca da criançada, meu não é isso, pergunta para um gringo o que ele conhece do Brasil: samba, carnaval, pagode... São poucos os sites que divulgam bandas independentes (o Zine Kaos é um exemplo), temos que dar valor as bandas independentes por que elas estão se acabando mais cedo, muitas não conseguem seguir em frente por falta de público e de divulgação do seu trabalho. De boa meus amigos, punks, metaleiros, não importa o que vocês são, vocês fazem eu acreditar que eu ainda posso sonhar ou viver nesse sonho (underground), foi um prazer imenso fazer essa matéria (desabafo) para vocês, fico satisfeito em saber o quanto vocês me entendem, obrigado amigos.

Atenciosamente,

pleberudebk@hotmail.com Aberto a criticas, elogios ou coisa do tipo, podem me adicionar ou mandar e-mails.


Por: Plebe


Voltar